Divulgação

Dois-toques com Fasolin

Dupla Atletiba nos extremos

Coritiba

O drama continua para a equipe do Alto da Glória. Em partida com constante busca pelo gol de ambas as equipes, melhor para o time carioca que venceu o Coritiba neste sábado, de virada, pelo placar de 2×1. O resultado fez as equipes inverterem a posição na tabela na Série A do Campeonato Brasileiro, deixando o Botafogo na 18ª colocação com 23 pontos e o Coxa no 19º lugar com 21 pontos. No primeiro tempo quem jogou melhor foi o verdão que fez 1×0 com Neilton, aproveitando rebote de Cavalieri, aos 26 minutos de jogo. Dez minutos depois Pablo Tomaz por pouco não faz o segundo, mas o goleiro alvinegro evitou em grande defesa. No segundo tempo, as equipes voltaram dispostas a resolver a partida. Pedro Raul quase empatou aos dez minutos, mas Wilson evitou. Aos 25 minutos, o Coritiba, com Rafinha perdeu a chance de, quem sabe, matar o jogo, mas Kalou salvou o time carioca. Como no futebol, “a bola pune”, quatro minutos depois Pedro Raul empatou de cabeça. Aos 35, após acionamento do VAR, pênalti para o Botafogo, que Pedro Raul converteu para virar o placar. A chance de evitar mais uma derrota no campeonato veio com nova penalidade marcada pelo VAR. Mas Sabino, utilizando seu estilo peculiar com paradinha, bateu muito mal e mandou a bola por cima do travessão. Final de jogo, e novo revés coxa-branca, que segue a sete pontos atrás do 16º colocado, o Bahia. Agora o desafio para o desesperado time do Coritiba é contra o Atlético-MG, no próximo sábado dia 26/12, no Mineirão.

Foto: Matheus Sebenello/NeoPhoto

Fonte: https://globoesporte.globo.com/pr/futebol/brasileirao-serie-a/jogo/19-12-2020/coritiba-botafogo.ghtml

Athletico

Em partida de suma importância para tentar o afastamento da ZR, o Athletico foi até Bragança Paulista para enfrentar o Red Bull Bragantino neste domingo. E o resultado não poderia ser melhor para o rubro-negro, que venceu por 1×0, e encerrou a sequência de três derrotas consecutivas. Mesmo com o domínio da partida sendo da equipe paulista, baseado no controle da posse de bola, o Furacão foi mais eficiente e Renato Kayzer marcou seu quinto gol com a camisa rubro-negra, aos 25 minutos do primeiro tempo após receber passe de Léo Ortiz. O restante da primeira etapa foi de pressão do RB, mas o Athletico conseguiu evitar o empate, com muita força na marcação. Na segunda etapa o time de Bragança voltou ainda mais incisivo em busca do empate, mas a tática defensiva de Paulo Autuori serviu para o time athleticano segurar o ímpeto do adversário, com mais uma grande atuação do goleiro Santos. O Furacão quase ampliou o placar novamente com Renato Kayzer que mandou uma bola na trave. Final de partida, vitória do rubro-negro que chegou aos mesmos 31 pontos do Massa Bruta, mas como o Furacão tem mais vitórias passou uma posição à frente do rival, para ocupar a 12ª colocação e livrar cinco pontos da ZR. A próxima partida do Athletico é contra o Vasco, domingo (27/12) na Arena.

Foto: Divulgação/Ari Ferreira

Fonte: https://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/7934870/athletico-pr-bate-o-bragantino-fora-de-casa-e-se-afasta-do-z4-do-brasileirao

Paraná Clube

O tricolor folgou neste final de semana, e entra em campo hoje à tarde contra o Brasil de Pelotas, na Vila Capanema.

Palpitômetro

Semana de 21/12 a 24/12

Série B – Paranaenses

21/12 – Paraná Clube X Brasil de Pelotas – PARANÁ

22/12 – Operário-PR X Juventude – EMPATE

Série A

21/12 – Corinthians X Goiás – CORINTHIANS

Copa do Brasil

23/12 – Grêmio X São Paulo – GRÊMIO

23/12 – Palmeiras X América-MG – PALMEIRAS

Libertadores

23/12 – Boca Juniors X Racing – BOCA JUNIORS

CLUBE DA SEMANA

Atlético Clube PARANAVAÍ

Escudos:

Uniforme:

Mascote:

Embora algumas fontes citem o Diabinho, o Mascote Oficial do Clube é o Cayuazinho (colaboração de Giovanni Soletti).

História

O Atlético Clube Paranavaí, também conhecido como ACP ou “Vermelhinho do Fim da Linha” é um clube da cidade de Paranavaí, localizada no Noroeste do Estado do Paraná. Fundado em 14 de março de 1946, com as cores Vermelha e Branca, a equipe manda suas partidas no Estádio Municipal Dr. Waldemiro Wagner (conhecido como Felipão, em homenagem ao Prefeito Rubens Felipe, em cuja gestão a obra foi inaugurada), e com capacidade para 25.000 torcedores. A inauguração do Estádio foi no amistoso da Seleção Brasileira que venceu a Costa Rica por 4×2 (em 1992), e o melhor publico até hoje foi na primeira partida da final do Campeonato Paranaense de 2007 (23.725 pagantes, na partida Paranavaí 1×0 Paraná Clube).

O ACP já disputou algumas competições de âmbito nacional e chegou em duas finais do Campeonato Paranaense.

No ano de 2003, após grande campanha, chegou invicto a final contra o Coritiba, mas perdeu justamente esta partida pelo placar de 2×0, no Couto Pereira, ficando, assim, com o vice-campeonato estadual. Neste campeonato contou com vários destaques vindo de times do interior do estado, em especial o meia Júlio e os atacantes Neizinho e Aléssio.

Porém, a maior gloria do “Vermelhinho do Fim da Linha” ocorreu quatro anos depois. Após vencer a primeira partida da final por 1×0 em casa, o ACP foi até Curitiba, enfrentar o Paraná Clube, na Vila Capanema. Apesar da pressão da torcida do time capital que lotou o estádio, o Paranavaí, com excelente atuação do goleiro Vanderlei (com passagens por Coritiba, Santos e Grêmio), segurou o placar de 0 a 0 e conquistou o título. O triunfo foi o primeiro de um time do interior após 30 anos (o Grêmio Maringá venceu o Coritiba em 1977).

Além do título de 2007, o ACP conquistou 02 títulos do Campeonato Paranaense do Interior (justamente nos dois anos que jogou a final estadual: 2003 e 2007), e mais 03 títulos da Segunda Divisão do Campeonato Paranaense (1967, 1983 e 1992).

Em âmbito nacional, o Paranavaí participou de cinco campeonatos: a Taça de Bronze, em 1981, a Série C do Brasileirão, em 1998 e 2007 (alcançando como melhor colocação o 10º lugar em 1981), e a Copa do Brasil em 2004 e em 2008 (quando ficou na segunda fase, em sua melhor participação).

Desde 2013, quando foi rebaixado no Campeonato Estadual, vem buscando retornar aos dias de glória, mas não vem dando sorte. No presente 2020, disputou a Terceira Divisão, mas caiu nas semifinais para o Iguaçu e terá que jogar a mesma competição em 2021.

Paranavaí Campeão Paranaense de 2007 – Foto: Arquivo da Tribuna do Paraná.

Fonte: https://www.tribunapr.com.br/esportes/acp-e-o-unico-time-do-interior-campeao-na-1-divisao/

Festa dos jogadores com a taça em 2007 – Foto: Arquivo do GloboEsporte.com

Fonte: https://globoesporte.globo.com/pr/futebol/campeonato-paranaense/noticia/ha-13-anos-paranavai-conquistava-o-titulo-paranaense-com-vanderlei-no-gol-relembre.ghtml

Fontes de consulta:

Wikipédia – pt.wikipedia.org

Revista Placar

Federação Paranaense de Futebol – www.federacaopr.com.br

Globoesporte.com (https://globoesporte.globo.com)

Tribuna do Paraná: www.tribunapr.com.br

Arquivo Pessoal do autor.

Colaboração: Giovanni Soletti.

Éverson Fasolin é advogado, pós-graduado em Direito e Processo do Trabalho e acadêmico do curso de Jornalismo. Também é colecionador de artigos, revistas e escudos de futebol