Divulgação

EDUCADORES MANTÊM VIGÍLIA E INICIAM GREVE DE FOME, APÓS DESOCUPAÇÃO DA ALEP

Trabalhadores da educação ocuparam a Assembleia Legislativa do Paraná em protesto à falta de diálogo com governo

Redação Paranávia APP-Sindicato | 19 de Novembro de 2020 às 12:01

Cerca de 75 pessoas estavam na ocupação da Alep, outras 300 aguardavam do lado de fora – APP-Sindicato

Professores e funcionários de escolas púbicas do Paraná deixaram há pouco o prédio da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) em caminhada até a frente do Palácio Iguaçu. Uma reunião ocorre com deputados, integrantes do governo e da APP-Sindicato.

Os principais temas debatidos são o pedido de revogação da prova para contratação de professores temporários (via Processo Seletivo Simplificado – PSS), o pagamento de progressões e promoções, a suspensão da militarização de escolas e revogação da terceirização de funcionários.

Um grupo de profissionais inicia uma greve de fome e permanecerão em frente ao Palácio até uma resposta positiva sobre a pauta.

Cerca de 75 pessoas estavam na ocupação, que aconteceu no fim da tarde desta quarta (18), e outras cerca de 300 pessoas aguardavam a saída ao lado de fora.

Edição: Lia Bianchini

Fonte: Brasil de Fato