IPTU congelado. Camila Lanes em 20 minutos

Candidata pelo PC do B, Camila Lanes disse que as propostas para vencer a crise econômica promovida pela pandemia de coronavírus (covid-19) em Curitiba passa pela valorização da vida, com o controle do contágio da doença. “A valorização do comércio local, ela também perpassa pela valorização da vida. Não somente da vida de quem consome, mas também de quem produz e de quem vende […]. Porque eu tenho receio se, de fato, nós vamos conseguir superar a [crise na] economia caso a gente enfrente uma segunda onda de contágio”, disse a candidata ao quadro Candidato em 20 minutos, promovido pela Tribuna.

No tema da segurança pública, o plano de governo que previa o desarmamento da Guarda Municipal de Curitiba foi revisto. “Vamos colocar uma errata. Em nosso plano de governo, infelizmente, nós fomos precipitados. Eu tive a oportunidade de conversar com a Guarda Municipal e pude ouvir deles a necessidade de não desarmar, e sim, renovar o armamento dela. Então, eu queria aqui, publicamente, colocar que essa pauta que está em nosso plano de governo foi suprimida”, destacou.

Sobre possibilidade de desconto no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e outros impostos, a candidata entende que não dá para diminuir, mas congelar o valor. “O que não dá é para aumentar. Porque eu temo que as pessoas não vão conseguir pagar no ano que vem. Por isso, a gente tem que se planejar […]. Eu entendo que o ano de 2021 será continuidade do que nós estamos passando no ano de 2020. É quase um 2020.2”, afirmou.

Clique aqui e veja a entrevista completa.

Fonte: Tribuna do Paraná