Moro e Huck, tentam ser a “terceira via” para conquistar 2022

Eles querem enganar quem com esse papo de “terceira via”?

O ex-ministro Sergio Moro e o apresentador Luciano Huck, da Globo, discutem uma aliança eleitoral para 2022. Eles querem se apresentar como políticos de “centro” e de “terceira via” com o objetivo de chegar à Presidência da República.

Segundo relato da Folha, Moro e Huck se encontraram no último dia 30 de outubro no apartamento do ex-ministro em Curitiba. Ambos insistiram numa “terceira via” para ganhar as eleições de 2022.

“Terceira via”, caro leitor, é algo que não existe. É uma ficção política criada para enganar o eleitor. Trata-se de um movimento que finge mudar alguma coisa, mas, na prática, nada muda.

O projeto eleitoral do ex-juiz da Lava Jato com o apresentador da Globo não debateu ainda que será o cabeça de chapa, no entanto, Huck poderá ser vice de Moro –que é mais forte eleitoralmente.

Com a derrocada de Donald Trump, nos EUA, e a dificuldade de o presidente Jair Bolsonaro apresentar um plano de pleno emprego e renda, bem como o naufrágio econômico, deixam os adversários bastante assanhados. Os oposicionistas atuam como se fossem lobos, chacais, diante da carniça.

Embora sejam políticos de extrema direita, Moro e Huck juram que não são de direita nem de esquerda. Tentam lacrar que são centristas, não do Centrão, fazem questão de diferenciar.

Pink e Cérebro, ops!, Moro e Huck desconhecem as candidaturas de João Doria (PSDB) e Luiz Henrique Mandetta (DEM), que também almejam o Palácio do Planalto.

Fonte: Blog do Esmael